ONG Um Teto para meu País – Brasil constrói casas emergenciais com voluntários do Ensino Médio de escolas particulares de São Paulo

Projeto mobiliza, além de universitários, escolas e estudantes do ensino médio a conhecer 
e trabalhar para mudar a realidade de famílias que vivem em situação de pobreza.
Nos dias 28 e 29 de abril, a ONG Um Teto Para o Meu País – Brasil (UTPMP) promove a 2ª construção de casas emergenciais do ano, em parceria com escolas particulares de São Paulo. A Construção com Colégios contará com 80 voluntários, das escolas Arquidiocesano, Carandá, Lourenço Castanho, Pio XII e Santa Cruz. Em um final de semana, os estudantes trabalharão junto a dez famílias que vivem em situação de pobreza na comunidade Espama, zona norte de São Paulo.
Nos dois dias de atividade, os voluntários ficarão alojados em uma escola próxima à comunidade. A coordenação das atividades fica por conta da equipe de líderes da ONG. O projeto propõe às escolas parceiras um envolvimento a longo prazo, com o intuito de atingir não somente os alunos, mas também os pais e professores. Na Escola Carandá, por exemplo, o projeto pedagógico do Ensino Médio e as disciplinas de Sociologia e Filosofia foram integradas às atividades realizadas com a ONG Um Teto para  meu País – Brasil, fomentando debates em sala de aula.  “A ideia é dar cada vez mais oportunidade para os jovens conhecerem a realidade das famílias em situação de extrema pobreza. Esperamos que essa experiência expanda horizontes e gere um sentimento de indignação e vontade de mudança nesses alunos” afirma Luciano Coelho, Diretor Comercial da organização.
O modelo de intervenção de UTPMP é dividido em etapas: a primeira consiste na construção de moradias de emergência, feitas de madeira pré-fabricada, de 18 m², com durabilidade de aproximadamente 5 anos. A segunda etapa é a de habilitação social, na qual trabalha-se conforme a necessidade da comunidade, com a implementação de planos de educação, saúde, microcrédito, assistência jurídica, entre outros, que permitem o desenvolvimento das famílias. O objetivo final do projeto é que todos aqueles que vivem em situação de extrema pobreza possam ter acesso a novas oportunidades e ganhem mais qualidade de vida, gerando bairros sustentáveis.
Na Construção com Colégios, as próprias escolas viabilizam o recurso da atividade.  Os demais recursos de UTPMP são doados por empresas parceiras. A instituição conta ainda com o Plano de Sócios, para que pessoas físicas também possam fazer doações em dinheiro e contribuir com o projeto. Saiba mais em: www.umtetoparameupais.org.br/socios.
Sobre Um Teto para meu País – Brasil
Por iniciativa de um grupo de jovens universitários, a organização nasceu no Chile, em 1997. O objetivo inicial era denunciar, por meio da construção de moradias de emergência, a pobreza em que viviam milhares de latino-americanos. Em 2001, após dois terremotos na região do Peru e de El Salvador, que pioraram a vida das comunidades daquelas regiões, a ação passou a se expandir no continente. Hoje são mais de 500 mil voluntários e 85 mil famílias já beneficiadas nos 19 países em que a organização está presente: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.
Mais informações em www.umtetoparameupais.org.br 
Mais informações para a imprensa:
Um Teto para meu País
Telefone: (11) 3675-3287
Luiza Yang – (11) 8324-7892 – luiza.yang@umtetoparameupais.org
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s