José Eli da Veiga lança livro sobre sustentabilidade, um novo valor

Autor conversará sobre o tema com a senadora Marina Silva, o economista Eduard Giannetti e o cientista político Sérgio Abranches.
José Eli da Veiga, professor da FEA/USP, lançará nesta segunda-feira dia 22, às15h30, no Centro da Cultura Judaica, o livro Sustentabilidade – a legitimaçãode um novo valor, da Editora Senac com o patrocínio do Itaú Unibanco.
O programa do lançamento inclui uma edição dos Diálogos Itaú deSustentabilidade, conversa do autor com a senadora Marina Silva, o economistaEduardo Giannetti da Fonseca, escritor e professor titular do Insper, e o cientistapolítico Sérgio Abranches, pesquisador independente sobre Ecopolítica ecomentarista da Rádio CBN. Em seguida haverá coquetel e sessão de autógrafos.
Para José Eli da Veiga, o termo sustentabilidade não pode ser entendido comoconceito e sim como um valor.
“Hoje, devido a uma evolução que ainda vai demandar tempo para ser bementendida, o termo sustentabilidade passou a servir a gregos e troianos quandoquerem exprimir vagas ambições de continuidade, durabilidade e perenidade”,diz ele.
O livro aborda três grandes questões: o significado do termo sustentabilidade, apassagem da era fóssil para a de baixo carbono e a necessidade de superar o PIBe a macroeconomia convencional.
“As discussões em nível internacional já permitem vislumbrar o surgimentodaquilo que ganhou o apelido de “economia verde”. Para que surja umaeconomia verde, será imprescindível que a responsabilidade pela conservaçãodos ecossistemas passe realmente a orientar as políticas governamentais, aspráticas empresariais, e as escolhas dos consumidores. Simultaneamente, todasas esferas do conhecimento devem trazer a natureza de volta. Não porarrependimento romântico, mas como consequência de renovação dashumanidades baseada nos mais recentes avanços obtidos”, escreve Veiga noepílogo da obra.
O que é sustentabilidade?
O livro é uma longa resposta à pergunta: o que é sustentabilidade?. O autormostra que é imprescindível a conscientização de cidadãos e poder público sobrea necessidade do término da era fóssil. Desmistifica também muitas ideiaspropagadas como a de que sustentabilidade implica durabilidade dasorganizações. “Pode ocorrer exatamente o inverso. Nada impede que asustentabilidade sistêmica da sociedade exija renovadores choques de destruiçãocriativa”, avisa.
Em quatro capítulos encadeados, o autor avalia a importância de reduzir ainsustentabilidade no Brasil e no mundo, mediante a transição para umaeconomia de baixo carbono e para outra perspectiva de crescimento econômico.Inicialmente, debate as três abordagens da sustentabilidade a convencional, aecológica e a que está em busca de uma terceira via –, contextualizando cadauma delas.
Em seguida, discute a necessidade de se criarem mecanismos para reduzir aimensa disparidade de capacidades tecnológicas entre o Primeiro Mundo e asemiperiferia ou os emergentes. Para o autor, essa discrepância faz com que atransição para o baixo carbono nesse segundo grupo de países se torne maislenta. Por isso é difícil prever o rumo da descarbonização.
“Algumas iniciativas podem nos ajudar a traçar um panorama, como as açõesadotadas por Inglaterra e França. O Reino Unido planeja chegar em 2020 comemissões 18% inferiores às de 2008 e a França pretende cortar três quartos desuas emissões até 2050”, diz José Eli.
Sobre o autor:
http://www.zeeli.pro.br
José Eli da Veiga, 62, é professor titular do Departamento de Economia daFaculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de SãoPaulo (FEAUSP), pesquisador do Núcleo de Economia Socioambiental (NESA), eorientador do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais (IRI-USP).Escreveu e organizou 19 livros, entre eles, Economia Socioambiental,Aquecimento Global – frias contendas científicas, A Emergência Socioambiental,Meio Ambiente & Desenvolvimento, Transgênicos – semente da discórdia, todospublicados pela Editora Senac São Paulo. É colaborador permanente das colunasde opinião do jornal Valor Econômico e da revista Página22.
Serviço:
Sustentabilidade – a legitimação de um novo valorAutor: José Eli da VeigaEditora: Senac São PauloPatrocínio: Itaú UnibancoNúmero de Páginas: 180
Lançamento:
Diálogos Itaú de SustentabilidadeConversa sobre os impactos que a emergente consciência sobre asustentabilidade está tendo sobre a economia, a política e a sociedade em geral.
Data: 22/11, 2ªHorário: 15h30Local: Centro da Cultura Judaica Rua Oscar Freire, 2500 (ao lado da estaçãoSumaré do Metrô).Convidados: Marina Silva, Eduardo Giannetti, Sergio Abranches.
FEA-USP
A Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de SãoPaulo (FEA-USP) é uma instituição pública de ensino e pesquisa conhecida no paíse no exterior pela excelência de seus cursos, pela qualidade de sua produçãoacadêmica e pelos inúmeros serviços prestados à comunidade. Na linha de frentedas instituições que formam economistas, administradores e especialistas emcontabilidade e atuária no Brasil, a FEA-USP pauta suas atividades pelos elevadospadrões da Universidade de São Paulo e alia o conhecimento sobre a realidadebrasileira ao referencial teórico e metodológico dos mais avançados centros deconhecimento internacionais.
MAIS INFORMAÇÕES:
Printec ComunicaçãoTel: (11) 5182-1806antonio.godoy@printeccomunicacao.com.br

vanessa.godoy@printeccomunicacao.com.br

betania.lins@printeccomunicacao.com.br

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s